quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Aí vem ele...



Desejamos a todos vocês um feliz natal!


Crédito: crisbisppo

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Chicas HOJE no Dia da Rua !

Esta é a segunda edição do evento DIA DA RUA, que neste ano terá 14 bandas em 12 esquinas de Ipanema e Leblon. As performances são na rua e gratuitas. A vibe é a melhor possível!



É isso aí, cariocas, última oportunidade de curtir as Chicas neste ano na Rua General Artigas (Leblon) a partir das 20h. E é grátis! Aproveitem!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Resenha Show - As Chicas (por A.J. Lobone)

A gente recebeu por email a resenha do show da Fnac feita pelo Anderson Lobone, achamos bem bacana, confiram:


De quando em quando a música brasileira, faz brotar um artista ou um grupo que, através de seu talento nato, nos dá a impressão de estarmos diante de uma verdadeira ilha, neste mar de pasmaceira musical em que mergulhamos nos últimos anos. (Pois é!)

Recentemente, nos deparamos com 4 mulheres de características musicais multifacetadas, e que por conta da genealogia – duas delas são filhas do grande Gonzaguinha, já mereceriam ser olhadas, digo, ouvidas com a devido atenção. (Olhadas, ouvidas, admiradas...)

Essas 4 mulheres compõem o grupo “As Chicas”, e trazem, além dos inevitáveis traços de sua linhagem musical, uma interessante habilidade multi-instrumental aliada a uma “estrutura vocal” pouco vista por aqui.

Individualmente, as vozes de Isadora Medella, Amora Pêra, Paula Leal e Fernanda Gonzaga, já lhes garantiriam um lugar no panteão das divas da MPB, mas as habilidades vocais das moçoilas quando juntas, produzem uma textura vocal tão extraordinária, que na maioria das vezes, não nos deixa perceber alguns pequenos tropeços de seu repertório.

Digo isso sem trauma e sem medo, pois bem sei que nessa época de MP3, é muito difícil para um “artista novato”, resistir ao apelo de um possível “grande empurrão” que é ter uma canção em uma abertura de novela de TV.

Pois é, mas isso tem um preço. A música da novela Caras & Bocas (Globo) é das “Chicas”, vocês sabiam? Não? Mas é.

Calma, calma... Eu assino embaixo ao dizer que o trabalho das moças é infinitamente superior àquela malfadada marchinha, que felizmente não será lembrada no próximo carnaval. (Ah, a gente gosta :P)

Esqueçamos o deslize, e voltemos ao lado bom da coisa.

Então, estava eu a andar por um shopping do Rio, quando soube que o grupo faria um pocket show na FNAC - que aliás vem sendo palco de shows e de lançamentos de livros muito interessante.

E tudo 0800? Ah, lá fui eu... (É nesse momento que a gente esturrica de inveja aqui em Recife)

A apresentação para cerca de 100 sortudos, teve de tudo. Crianças interagindo com as artistas, ar condicionando atrapalhando a afinação, e é claro, mais uma demonstração do absoluto talento dessas quatro mulheres.

Assistir a performance das “Chicas” é um presente para os que, como eu, sempre apreciaram grupos que se preocupavam com o trabalho vocal. Exemplos? Quarteto em Cy, MP4, Take 6 e até mesmo os roqueiros setentistas do Uriah Heep.

Paula, Isadora, Amora e Fernanda foram mais uma vez impecáveis. Se não bastasse cantarem tão bem, elas ainda tocam violão, acordeom, zabumba, guitarra, cavaquinho, triângulo, agogô, etc.

Saí de lá emocionado e fui tomar um chopp, onde comecei a rabiscar esta resenha.

Nestes tempos tão, digamos, “bicudos” para o mercado musical e para os nossos ouvidos, a presença das “Chicas” no universo da MPB é, no mínimo, um alívio para a alma. (Isso, isso, isso!)

Elas têm talento de sobra, DNA indiscutível, e são amparadas por uma equipe de primeira, que compõe a gravadora “Biscoito Fino” (Ah, se todas as gravadoras tivessem sido iguais à você, que maravilha viver...)

Talvez o que falte ao grupo e à gravadora é o entendimento de que a internet é o único caminho para a divulgação e promoção. O site eternamente em construção, é definitivamente, um pecado. (Isso é...)

Mas hoje eu não estou aqui para falar de marketing ou mídia online, certo?

Sou fã das “Chicas” e ponto final.

(foto: Acervo FNAC/RJ)

Cordialmente,

Anderson Julio Lobone

Agradecemos novamente ao Anderson por nos enviar essa resenha maravilhosa, valeu mesmo! Ah, os comentários em verde são nossos, tá?

Beijos, barulhada!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Trajetória Chicas no Recife

28/09/07 - Teatro do Parque (Projeto Seis e Meia)


Créditos: Dani e Tay

Foi nessa data que elas fizeram pela primeira vez um show aberto aqui no Recife (antes elas tinham vindo fazer um show particular) e também foi o primeiro show das meninas que eu vi. Pra falar bem a verdade, eu tinha ido mesmo pra ver o show de abertura com a Isabela Moraes, pernambucana e amiga minha. Conhecia um pouco do trabalho das meninas graças ao Youtube, por indicação de uma amiga e já havia achado bacana.


Créditos: niquefz

No dia do show, apenas Isadora, Paula e Amora estavam presentes, porque foi na época do nascimento dos filhos gêmeos da Fernanda. Era aniversário de Isadora (tadinha, levou de presente choque no microfone), então teve direito a parabéns e tudo.


Créditos: niquefz

O melhor momento do show, que infelizmente não achei registro em vídeo para postar aqui, foi a Amora cantando na seqüência do solo da Paula (Espumas ao Vento) a música Lembrança de um Beijo. O pessoal cantou junto com ela essa música do Accioly Neto, que é tão conhecida de nós nordestinos na voz do Fagner.

Foi nesse dia que me apaixonei de vez pelas meninas.

25/09/08 - Teatro Guararapes (O Show Acústico)



Esse foi o segundo show das meninas aqui (em junho já tinha ido a outro show delas em João Pessoa e enchido a paciência do pessoal de produção para trazê-las para cá, mas não tinha rolado).

Infelizmente logo na entrada já surgiu um problema. E que problema! O som havia dado curto e houve o boato de que não haveria show. Apesar da falta de divulgação (pessoal só ficou sabendo pelo boca a boca mesmo, não teve banner, nem lambe-lambe, muito menos outdoor), cerca de 800 pessoas estavam esperando vê-las e ficaram aguardando uma solução. E a solução foi fazer o show mesmo com todas as adversidades, quase sem instrumentos e com dois microfones apenas.




Créditos: milanandez

Apesar dos pesares, o show foi MARAVILHOSO. As quatro e os músicos souberam levá-lo com bom humor e profissionalismo. Claro que teria sido muito mais completo se o som tivesse funcionando, mas as meninas dominaram o palco e encantaram os presentes. E o show, um pouco mais curto do que o normal, já deixou em nós pernambucanos um gostinho de quero mais logo que acabou.



17/10/09 - Teatro da UFPE: O Show!



Esse sim foi O SHOW que nós pernambucanos estávamos aguardando. Apesar de ter sido ótimo o primeiro show, nele faltava a Fernanda e no segundo... enfim, ansiávamos por esse show e por peder rever as meninas dessa vez com direto às melhores condições, que é o que elas merecem (Aproveitando para parabenizar a Nova Arte Produções e especialmente a Perla pela competência!).

Nesses dois anos que vou a shows delas (além dos quatro aqui no nordeste, fui ao pré-lançamento do Em Tempo de Crise no Rival), fiz questão de divulgar a todos os que eu conheço o trabalho das meninas, afinal, o que é bom temos que repassar. E levei uma galera danada para assistí-las. TODOS amaram.




Créditos: maigoncalves

Eu conhecia as músicas dessa nova turnê por causa do show no Rio, mas mesmo os que não conheciam adoraram as novidades. E quem ainda não conhecia quase nada delas, agora é fã de carteirinha.


Créditos: tayza92

Aguardaremos agora a turnê do Barulinho e que elas voltem logo com o Em Tempo de Crise pois não nos cansamos de prestigiar a qualidade desse barulho que compramos!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Hoje, Chicas no Fnac do Barra Shopping



Juntas desde 1996, as Chicas Amora Pêra, Fernanda Gonzaga, Isadora Medella e Paula Leal interpretam canções do seu novo CD/DVD, Em Tempo de Crise Nasceu a Canção (Biscoito Fino). O repertório, composto por samba, pop, baião e hip hop, inclui canções que já foram sucesso nas vozes de grandes nomes da MPB, como “Divino Maravilhoso” de Gil e Caetano, "Androginismo" da dupla Kleiton e Kleber. E o sucesso “Caras e Bocas” (abertura da novela global), de Um Carvalho e Dudu Falcão.

Fonte: Fnac

O Pocket Show será hoje (09/12) no Fnac do Barra Shopping (Rio de Janeiro), a partir das 19h. E é grátis! Não percam!

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Adão - Chicas

Gente, não sei se todo mundo sabe, mas as meninas gravaram a música Adão do Kleiton e Kledir, que é uma resposta a música Eva, também deles. Como na música tem um monte de nome, colocamos aqui a letra para ficar mais fácil de vocês cantarem e pra ficar mais legal ainda ilustramos com alguns artistas ligados às meninas. O áudio inteiro em mp3 dá pegar no site do Kleiton e Kledir.

A música já é bem bacana, mas a interpretação delas a torna ainda melhor, porque é muito engraçada!! Confiram!

video

Adão

(Kleiton Ramil & Kledir Ramil)

Não foi o Adão
Que me deixou de quatro
Tá, foi o Renato
E eu fui parar nas nuvens
E vem o Rubens
Me enche de carinho
Dinho, o baixinho
Quer ser meu namorado



Dado, safado
Esqueceu que era casado
É, o Daniel
Me prometeu o céu
Ah, o Edgar
Me leva pra jantar
E o Ivan
Ficou pra amanhã
Senão não dá!



Humm!
Nenê!
Aêe!
Ô! Ô!

Chico, Tonico
Tomás e Frederico
Melo, Marcelo
Marquinhos e Otelo
Valdo, Ronaldo
Rodrigo e Geraldo
Júlio, meu bem
Ficou pro mês que vem
É que senão não dá!



Humm!
Nenê!
Aêe!
Ô! Ô!

Beto, Bebeto
Bené, Benito e Neto
Nando, Fernando
Felipe e Orlando
Dindo, Arlindo
Não sei qual é o mais lindo
João, Joaquim
A lista não tem fim



Pretos, branquelos
Mulatos e amarelos
Tô meio tonta
Já me perdi na conta
Deus fez o Adão
E exagerou no mel
Tem cada um
Que é de tirar o chapéu
Olha o que é que dá!



Humm!
Nenê!
Aêe!
Ô! Ô!

Lauro e Mauro
Maurício e Pedro Paulo
Brito, Manito
Mateus e Benedito
Breno, Heleno
Elói, Alan e Bueno
Mano, Fabiano
Fabinho e Adriano



Newton e Milton
Miguel e Adailton
Léo, Manuel
Manolo e Gabriel
Lu e Dudu
Domingos e Edu
Dé e André
Antônio e Mané



Ô Zé Roberto
Chega mais perto
Ei, Wanderley
Vem cá meu rei
Liguei pro Arnaldo
Vai dar um caldo
Sabe o Luís?
Foi embora pra Paris



Cadê o Tasso?
Pra eu dar um amasso
Nesse pedaço
De mau caminho
Olha o Quintero
Que é bombeiro
E tá solteiro
Nem vem que eu vi primeiro
Lembrei do Tom
Tudo de bom



E o primo dele
Não, não, aquele
Nossa, que homem!
Não lembro o nome
Acho que é Saulo
Lá de São Paulo
E o irmão do Nico
E o próprio Nico
E o pai do Nico
E o vô do Nico
E tem o Caco
Gente, o Caco
Meu Deus, o Caco...
Meu Deus, o Caco...
Olha o que é que dá!!!



Humm!
Nenê!
Aêe!
Ô! Ô!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Fernanda Gonzaga


Bem, apesar da Fernanda não ter participado do Ping Pong do MPB Brasil, não poderíamos deixar de fazer um post em homenagem a ela, que é a mais tímida das Chicas.



Apesar do seu jeitinho acanhado, no palco solta um vozeirão capaz de emocionar qualquer pessoa. Fernanda é uma fofa, sempre presente na comunidade do Orkut pronta para responder as perguntas dos fãs.



Assim como Amora e Paula, a Fernanda é vascaína (Só Isadora que é flamenguista) e é a única das meninas que tem filhos, no caso três: Caio e o casal de gêmeos Joaquim e Sofia.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

E hoje tem Show!

Cariocas (sortudos) têm hoje mais uma oportunidade de curtir o som das meninas lá no Teatro Odylon Costa Filho (UERJ), a partir das 19h. O show faz parte da comemoração dos 59 anos da UERJ e é gratuito.
Ainda dá tempo de correr para garantir seu Convite, que estará sendo distribuído na bilheteria do Teatro, nos horários: 10 às 12h, 14h às 16h e 18h às 20h.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Paula Leal


Ping Pong do MPB Brasil com Paula Leal (Chicas)

O que vale a pena sempre: Se entender.

O que nunca vale a pena: Se aborrecer.

Pode contar comigo para ouvir.

Nunca espere de mim que eu feche a porta, a gaveta... (hahaha)

Tô dentro: Quando é bom.

Tô Fora: Quando é chato.

Um desejo: Fazer só o que eu quiser (tipo Capital 'a vida é minha, eu faço o que eu quiser, lálálálálá)

A palavra mais bonita: Generosidade .


A alegria da vida: Joaquim, Sofia e Caio (filhos de Fernanda Gonzaga) (ooooow, fofurinhos)

Um dia especial: O que está por vir.

Um bom papo: Dinorah Marzullo (avó da Amora)

Cumplicidade: Amora Pêra. (*_*)

O CD que você está escutando agora: Monique Kessous.

O melhor show da sua vida: Mônica Salmaso e o Grupo Pau-brasil.

A sua diva da MPB: Ângela Rô Rô.

Qual a música do seu repertório de que você mais gosta? “Namorar".

Seu compositor preferido: Gonzaguinha.

Com quem você gostaria de cantar/compor: Mônica Salmaso, Ângela Rô Rô e Zizi Possi.

Que música você queria ter feito? “Dias de Santos e Silva” do Gonzaguinha.

Beijo, povo do Barulhooo!

sábado, 28 de novembro de 2009

Amora Pêra

Ping Pong do MPB Brasil com Amora Pêra (Chicas)

O que vale a pena sempre: Dar carinho (que querida)

O que nunca vale a pena: Faltar com uma criança (se realiza no barulinho *_*)


Pode contar comigo para fazer música (se é com ela, é da boa).

Nunca espere de mim que eu sorria gratuitamente (uma questão de sinceridade, ela não é hipócrita)

Tô dentro: De festa (chama nós!)

Tô Fora: De dor.

Um desejo: Ver o ser humano se tratando melhor.

A palavra mais bonita: Possibilidade.

A alegria da vida: O baile de forró com minha irmã.



Um dia especial: De Iemanjá.

Um bom papo: Com qualquer pessoa.

Cumplicidade: Com Pedro Rocha (*_*). Cumplicidade é coisa rara.

O CD que você está escutando agora: Os Outros.

O melhor show da sua vida: Qualquer um de Milton ou Caetano.

A sua diva da MPB: Mônica Salmaso, Clara Nunes e Elba Ramalho.

Qual a música do seu repertório de que você mais gosta? Gosto de todas. Mas “Me deixa” e “Silva” são especiais.

Seu compositor preferido: Família (Gonzaga), Milton, Caetano, Pedro Luís, Chico César...

Com quem você gostaria de cantar/compor: muita gente boa... queria muito cantar e compor com o meu pai e com meu avô (Luiz Gonzaga), mas... (tadinha...)

Que música você queria ter feito? “Lágrima do sol” (seria essa?)

Três músicas que você quer ouvir na MPB FM: “O trem” de Os Outros; “Estrada de Canindé” do Gonzagão; e qualquer uma da Elba Ramalho (e mais Chicas, claro!)

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Top 5 - Barulinho

Nós aqui que compomos o Barulhada adoramos uma listinha e por isso selecionamos os cinco vídeos que mais gostamos do Barulinho, projeto alternativo das meninas, para quem ainda não teve oportunidade de escutar e para quem já teve, poder curtir mais um pouquinho.

5º Lugar: Boi de Luzia

Essa música é a única do Barulinho que foi composta por uma das Chicas, no caso pela Amora Pêra. Para quem quiser pegar a letra, é só clicar aqui.




Créditos: donniedarko73


Para ver vídeo da música completa, clique aqui.


4º Lugar: Espingarda de Rolha e Belo Balão

Ocorreu um pequeno empate técnico no quarto lugar, por isso colocamos aqui essas duas :). É muito difícil escolher só 5 vídeos do barulinho para fazer um top 5... chegamos a essa conclusão.

Espingarda de Rolha já foi cantada por Toquinho e Baby Consuelo e trata de uma temática bem séria de uma forma bem leve, tipicamente para crianças (assim como ocorre em O Dono da Terra, que por falta de espaço não entrou no Top 5). Achamos o máximo Amora com a pistolinha tacando água no povo no show aqui de Recife (e o povo de escova e chapinha se escondendo).





Créditos: linavidal

Belo Balão é uma composição do Gonzaguinha e uma das música mais lindas do espetáculo, Amora e Pedro dançando é a coisa mais barulinho!




Créditos: jugummy04

3º Lugar: A Cidade Ideal

Essa música é do Chico Buarque (Enriquez/Bardotti/Chico Buarque) e faz parte do musical infantil Os Saltimbancos.




Créditos: donniedarko73

2º Lugar: O Som dos Bicho / O Galo Cantor / Urubu tá com Raiva do Boi

Esse vídeo é um Pout-Pourri dessas três canções. O Som dos Bichos (Geraldo Amaral/Renato Rocha), assim como O Galo Cantor (Geraldo Amaral/Renato Rocha) eram interpretadas pelo MPB4. Já Urubu Tá com Raiva do Boi é dos Baianos e os Novos Caetanos.
Os melhores momentos do vídeo são Fernanda fazendo a mímica da girafa para as meninas adivinharem; o Pedro imitando o porco; Amora imitando a girafa bebê com fome e a Isadora fazendo a dança do Siri na terceira música.




Créditos: jugummy04

1º Lugar: A Véia Debaixo da Cama

Essa é fácil! Primeiro lugar unânime entre nós! Ver a Isadora imitando a Véia é impagável! Não conseguimos deixar de rir quando vemos! E a Paula falando do prêmio de Melhor Morte do Bode então? O melhor de todos! E para tudo quando a Isadora fala que a 'véia ficou INTACTA', com a cara mais engraçada de véia debaixo da cama, morremos de rir! Pra quem não lembra, os Trapalhões cantavam essa música, só muda um pouco a letra, mas lembra demais nossa infância!





Créditos: jugummy04


Tá, resolvemos colocar aqui como faixa bônus Se Enamora! Como já falamos aí em cima, difícil missão essa de só escolher cinco vídeos...




Créditos: donniedarko73

Por enquanto é só com esses aperitivos do Barulinho que ficamos, mas um dia ainda vamos poder prestigiar o espetáculo pessoalmente (que tal darem um pulinho pra barulhar aqui em Recife, meninas?).

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Chicas no Teatro Glauce Rocha

Alô galera invejada (por nós) do Rio de Janeiro, hoje vai rolar show das Chicas! Não vão perder, hein?!



Obs: Ainda vamos nos mudar para o Rio...

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Isadora Medella

Ping Pong do MPB Brasil com Isadora Medella (Chicas)



O que vale a pena sempre: Amar, cantar, fazer música (isso! quanto mais música dela, mais a gente é feliz!), passear, tomar banho de cachoeira.

O que nunca vale a pena: Perder a cabeça (Difícil imaginar a fofíssima da Isadora perdendo a cabeça.).

Pode contar comigo: para tudo o que for para construir, melhorar, transformar, ajudar...

Tô dentro: De alegria... é o alimento da alma (Ela exala alegria sempre!).

Tô Fora: Trânsito do Rio de Janeiro (Tamo junta nessa! Trânsito do Rio é o caos! O de Recife jajá chega lá).

Um desejo: Morar um tempo fora do Brasil, pesquisando música mundo afora (Vai embora não!).

A palavra mais bonita: Saudade (e mais dolorosa).

A alegria da vida: Estar bem comigo mesma.

Um dia especial: O dia em que ganhamos o prêmio Tim de Música (muito merecido, por sinal!).


A véia debaixo da cama - Barulinho.

Um bom papo: Com amigos (Nos escolhe!).

Cumplicidade: Meu amor (Que linda! ♥♥).

O CD que você está escutando agora: Gal Costa - Cantar.

O melhor show da sua vida: O show em que ganhamos o festival de música... foi emocionante!

A sua diva da MPB: Maria Bethânia.

Qual a música do seu repertório de que você mais gosta? “Olha”, de minha autoria (Dá pra ver que é a que ela gosta mesmo, porque ela super se empolga dançando e cantando na música).

Seu compositor preferido: Gonzaguinha, Caetano, Gil, Adriana Calcanhotto, Itamar Assumpção...

Com quem você gostaria de cantar/compor: Com a Adriana Calcanhotto.

Que música você queria ter feito? A primeira que vem à cabeça é “Ai”, do Rubi (Sou mais "O que eu não sou" e "Olha", hein...).

Três músicas que você quer ouvir na MPB FM: “Ai”, do Rubi; “Sorriso nos lábios”, do Gonzaguinha; e mais músicas nossas (Chicas) (sempre!).

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Nós compramos o barulho!

Olá barulhentos!

Esse blog é uma homenagem mais que justa ao quarteto que vem encantando cada vez mais seu público e levando sua alegria a mais e mais pessoas, um blog inteiramente dedicado às Chicas!

E logo surge a primeira pergunta: você conhece as Chicas?


Passando por um momento mais "Chicasólatras" impossível, temos feito essa mesma pergunta a todas as pessoas que conhecemos. Daí nos vemos repetindo a mesma explicação: é uma banda, quatro garotas, duas delas são filhas de Gonzaguinha (netas de Gonzagão - o Rei do Baião), cantam a música de abertura da novela Caras e Bocas (nessa hora já estamos cantando junto com a pessoa "Eu faço caras e bocaaaaaaas, com que roupa eu me dou bem...")... e levando em consideração o quanto essas meninas são boas no que fazem, não é justo que ainda não tenham o espaço e o conhecimento que realmente merecem.



Dia 17-10 houve o show "Em tempo de crise nasceu a canção" aqui em Recife. O Teatro da UFPE estava quase lotado, uma coisa linda de se ver. Um sinal de que pelo menos por aqui há gente que não só conhece, mas apoia, admira e se encanta com a simplicidade e a espontaneidade de Isadora Medella, Paula Leal, Amora Pêra e Fernanda Gonzaga.


"O quarteto surgiu nos anos 90 a partir de uma peça de teatro, e logo tornou-se uma promessa: quatro meninas afinadíssimas (dessas que se entregam a arranjos vocais intrincados e os fazem funcionar apenas em prol da música, sem que as vozes fiquem saracoteando a esmo), com uma bagagem cascuda de MPB e showbiz no sangue, e um tipo de som que ninguém mais faz", já dizia o site VidaViver há pouco mais de um ano.


O show delas reúne o ecletismo musical, com a dinâmica das vozes e instrumentos de cada uma. Ainda segundo o VidaViver; "Paula canta em uma região mais grave, de forma às vezes mais cínica, e domina todos os instrumentos conhecidos pelo homem desde o atabaque centro-africano; Isadora tem um alcance vocal invejável, ataca as notas com segurança e ainda dedilha um violão cheio de ritmo; as irmãs Amora e Fernanda emprestam mais agudos e emoção às canções (e a primeira ainda espanca uma zabumba como se não houvesse amanhã)".



Divulgadas principalmente no boca-a-boca, começaram a encher casas de shows no Rio, ganhando festivais (Foi eleito como melhor grupo de MPB no Prêmio Tim de Música, em 2007), até que tornou-se inevitável a gravação de um disco. “Quem vai comprar nosso barulho?” foi produzido pelo próprio quarteto, ao lado de Igor Eça e traz canções como: "Felicidade", "Namorar" e "Geraldinhos e arquibaldos" (composições de Gonzaguinha, a última inclusive fez parte da trilha sonora de Duas Caras, a novela que tinha Juvenal Atena, lembram? Era a canção que tocava quando aparecia as ruas da Portelinha); as faixas "Me deixa" (do Rappa), "Paciência" (de Lenine e Dudu Falcão) e "Volte para o seu lar" (de Arnaldo Antunes) que são apresentadas totalmente diferente das versões já conhecidas; "Espumas ao vento" (de Accioly Neto) que sob a voz de Paula chega a arrepiar; "Rap do Silva" (Mc Bob Rum) que traz uma batida perfeita do funk, além da lembrança dos milhões de Silvas que andam por aí; "Alô, liberdade!", da trilha dos “Saltimbancos”, uma fanfarra que chega a ser esfuziante; além de mais cinco músicas assinadas, isolada ou coletivamente, pelas meninas, como "Oração" (de Amora e Paula), e "O que eu não sou"(de Isadora), por exemplo.


Três anos após o lançamento do primeiro, neste ano saiu o segundo CD do grupo, dessa vez acompanhado de um DVD gravado ao vivo, trazendo músicas inéditas e canções já conhecidas por seu público. Romantismo, pernambucaneidade (em forma do baião e maracatu), funk, mpb... tudo reunido num show mais do que perfeito. No show, elas cantam músicas de outros autores, como “Divino Maravilhoso” (de Gil e Caetano), “Androginismo” (de Kledir da dupla Kleiton e Kledir), "Moleque" (de Gonzaguinha), "O Quereres" (de Caetano Veloso), “Terapia de Murga” (de Rubem Rada, artista uruguaio), além de algumas composições próprias, como “Tánacara quero ver (a roda)” parceria de Carlos Bernardo e Amora Pêra; Olha (Isadora Medella), Cofre (Fernanda Gonzaga) e Nosso Tempo (Pedro Rocha / Amora Pêra e Paula Leal).


Na abertura do show elas entoam “Can´t buy me Love” e "All you need is love" de Lennon e McCartney. Mais do que profissionalismo, é nítida a imensa paixão que ela têm pela música. O uso de intrumentos musicais de todos os tipos é mais uma vez um ponto alto desse CD/DVD/Show. A capacidade que elas têm de intercalar vozes é algo inacreditável. Pense numas meninas competentes!



Pra completar elas relançaram o projeto infantil "Barulinho", que traz mensagens bacanas direcionadas às crianças de maneira divertida e diferente. Além da brincadeira pura em algumas canções.



Bom, é isso... o primeiro passo foi dado: apresentar a vocês esse quarteto que está cada vez mais presente em nossas vidas, colocar uma sementinha para ver se ela brota tão forte como brotou na gente. A partir de agora estaremos dividindo este espaço com vocês. Vamos nos juntar e não só comprar, mas divulgar o barulho das Chicas para cada pessoa que conhecemos nesse mundo.

Vamos tietar, admirar e passar todo tipo de informação que apareça sobre elas e quem quiser nos ajudar, é só mandar e-mail com notícias, fotos e novidades para abarulhada@gmail.com.



Beijos do barulho!

Kacau, Ju, Mai e Rozinha